Evolução Humana: Resumo, Introdução e Imagens

De acordo com todas teorias que existem, a teoria mais correta sobre a evolução humana é a Teoria da Evolução, de Charles Darwin, que explica desde o tempo mais primitivo e todas suas mutações, chegando até o Homo Sapiens Sapiens, o homem moderno.


                                   A Evolução Humana

Desde que o mundo é mundo, muitas pessoas discutem sobre a origem do ser humano e da origem do mundo. Muitas dúvidas são frequentes referente ao surgimento da espécie e como que ela evoluiu. Mesmo que a existência seja enorme e que seja praticamente impossível falar dela inteira, é possível resumir a evolução humana e entender melhor quais foram as espécies que resultaram em nós, seres humanos.
Como tudo começou
Existem muitas controvérsias e histórias contraditórias sobre a evolução humana. Algumas teorias apresentam a evolução humana baseada em alguns estudos, mas de acordo com a Teoria Evolucionista, o homem é resultado de uma série de mudanças lentas. Os seres humanos e todos os outros seres vivos tiveram origem a partir de seres mais simples, que ao longo do tempo foram se modificando.
Essa teoria foi formada na segunda metade do século XIX através do cientista inglês Charles Darwin. Teoria esta que tem sido aperfeiçoada por diversos pesquisadores com o passar do tempo. De acordo com Darwin, a evolução veio com a seleção natural, ou seja, os seres vivos sofreram modificações que puderam ser passadas para as gerações seguintes. De acordo com tais teorias e estudos, a evolução humana se deu da seguinte forma e na seguinte ordem:


australopithecusAustralopithecus

Foram encontrados fósseis antigos muito parecido com o homem, originários do Pleistoceno inferior, os chamados Australopithecus. O primeiro crânio foi descoberto na África Meridional e pertencia a uma criança de 6 anos. Tempos depois, outros ossos foram descobertos, que misturam uma centena de características humanas. O Australopithecu media um pouco mais de 1 metro de altura e utilizada paus ou ossos de animais para poder caçar, além de já usar o movimento em pinça, muito feito pelo homem. Movimentos assim facilitavam no momento de criação de utensílios.

Homo habilisHomo habilis

Muito tempo depois, foi descoberto na África Oriental, mas especificamente na Tanzânia, um crânio maciço hominídeo. Devido as características, notaram que o crânio se tratava de um Australopithecus. Posteriormente, foram encontrados restos de outro ser, mas agora de compleição mais leve, muito diferente dos anteriores. Foi então descoberto que diversos utensílios teriam sido feitos por essa espécie, o qual foi chamado de Homo habilis. Uma diferença desta espécie para a anterior é que o cérebro do Homo habilis era bem maior, sendo possivelmente os primeiros a utilizar da linguagem oral.

Homo erectus

Homo erectus

Há cerca de dois milhões de anos, descendentes dos primeiros hominídeos evoluíram de maneira rápida e se espalharam com a mesma rapidez pela Ásia e Europa. O Homo erectus era muito diferente dos primitivos hominídeos anteriores. O crânio era mais espesso, possuindo arcadas supraciliares por cima dos olhos e seus cérebros eram ainda maiores. Uma das características que mais chamava a atenção e que mais ligava ao ser humano, era a postura mais ereta do primitivo. Alguns chegavam a ter a altura do homem atual, além de apresentar a inteligência e uma cultura muito superiores as dos outros primitivos, se assemelhando cada vez mais com o humano.

Homo neanderthalHomo sapiens neanderthalensis

Descendente do Homo erectus, a espécie viveu há cerca de 200 mil a 30 mil anos. Mais habilidoso que o Homo erectus, criou diversas ferramentas e chegava a fabricar armas e abrigos com ossos de animais. Chegou a conviver com os primeiros homens modernos e desapareceu por motivos desconhecidos. Foi descoberto no vale de Neander, próximo a Dusseldorf, sendo da constituição forte, cuja altura variava de 1,50 a 1,60m.

homo sapiens sapiens

Homo sapiens sapiens

Os intrumentos que eram utilizados e as pinturas feitas demonstravam que essa nova espécie era bem diferente das espécies anteriores. Surgiu entre 100 mil e 50 mil anos atrás e devido suas habilidades, foi caracterizado como o homem moderno. Foi se espalhando por toda a Terra, deixando instrumentos de pedra, osso e marfim. Essa espécie que caracteriza o homem de hoje, que sofreu mutações desde a primeira espécie, ganhando habilidades e aprendendo a fazer e usar novas ferramentas, chegando a realizar esculturas e pinturas, como já foram muito vistas em cavernas, como uma forma de comunicação com o novo mundo.
O mundo moderno
Evolução científica e tecnológica
O mundo evoluiu na espécie humana, o que possibilitou o ganho de novas habilidades para crescimento na área científica e tecnológica. (Foto: Shutterstock)
O mundo moderno surge e as coisas vão se aperfeiçoando cada vez mais. A evolução acontece constantemente no mundo e não somente em relação a postura do ser humano e nem suas habilidades. Ferramentas são criadas a cada momento para garantir uma melhor vida para todos os seres. Infelizmente, não funciona assim no mundo todo, e juntamente com a evolução do físico e habilidades do homem, a desigualdade social também cresce, o que impede muitas vezes o ser humano de progredir cada vez mais.
O crescimento da tecnologia também é uma das características do mundo moderno, mas muita modernidade junta acaba gerando crises econômicas que causam verdadeiros caos em países de primeiro mundo.
Assim como a tecnologia está avançando, o homem adquiriu habilidades para a construção de outras armas, bem diferentes das vistas no tempo primitivo e bem mais potente.  Antigamente, toda arma era criada para se defender de qualquer tipo de predador e usada apenas para caçar o alimento. Hoje em dia, a arma tem sido usada contra o próprio semelhante, e muitos homens já utilizaram da sua inteligência e poder para criar bombas que contribuem para a destruição da Terra, o que mostra que não evoluímos tanto assim em certos lugares. Em contrapartida, a ciência tem usado cada vez mais a inteligência e a evolução para ajudar na sobrevida do ser humano, conseguindo curas e remédios para o que antes parecia incurável.

Postagem:

16 comentários:

  1. obriagadaaa !! Me ajudoou muitoo no trabalho !! :)

    ResponderExcluir
  2. ótimo resumo ,me ajudou muito !

    ResponderExcluir
  3. existem pessoas que quando ouvem q Jesus viveu nesta terra a 2000 mil anos atrás ñ acreditam preferem acreditar nessa teoria com mais de milhões de anos...

    ResponderExcluir
  4. Vlw, mesmo eu n acreditando nessa teoria, isso ajudou com meu trabalho

    -Felipe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm ñ acredito nessas coisas ..

      Excluir
  5. Bom Ajudou Muito....

    ResponderExcluir
  6. Obrigado .. Isso ajudou muito no meu trabalho !! ♥ Mesmo ñ acreditando nessas coisas ajudou muito !!

    ResponderExcluir
  7. cara essa historia foi bem resumida ne bem mesmo pq meu deus ,ta mais me ajudou no meu trabalho e entao ,muito obrigado!

    ResponderExcluir
  8. ajudou por demais obg

    ResponderExcluir
  9. Putzz bom demais... Não acredito nessa teoria,porém minhas notas de história dependem de trabalhos sobre tal assunto ;x
    Me ajudou muito,obg *--*

    ResponderExcluir
  10. Não Acredito nisso, Esses Cientistas acho que não acreditam em Deus, Mas minhas notas dependem Disso :*

    ResponderExcluir
  11. muito obrigado me ajudou bastante no trabalho

    ResponderExcluir
  12. Ajudou muito, mas realmente não acredito nisso, acredito em Deus!

    ResponderExcluir

Dê sua opinião: comente!